AFRONTA AO POVO BRASILEIRO

fevereiro 7, 2011

A consciência de um país se avalia pelo grau de aceitação do povo perante a arbitrariedade de certas medidas do governo. A França inteira, por exemplo, foi às ruas e ficou paralisada pelos protestos contra a decisão do governo Sarkozy de mudar a aposentadoria de 60 para 62 anos. A dignidade e maturidade de um país se medem pela capacidade do povo de dizer não aos governantes quando estes assumem posições contrariam ao bem da maioria. É assim que se faz a História de uma nação. Ou seja, com atos, radicais (a História é radical) se for o caso, que evitem a estagnação do sistema e eliminem os privilégios de determinadas classes.

Infelizmente o Brasil desconhece essa consciência e essa dignidade específicas. Um exemplo da ausência dessas virtudes políticas é a passividade com que o País recebeu a notícia do aumento arbitrário dos senadores e deputados federais que estão entre os mais caros do mundo, num país onde o salário mínimo é pouco mais de R$ 500,00, o mais baixo da América Latina depois do Haiti. Uma desfaçatez. Uma vergonha. Uma ofensa ao povo brasileiro. Como disse o bispo emérito de Limoeiro (CE) D. Manuel Edmilson da Cruz – que recusou a Comenda de Direitos Humanos D. Hélder Câmara que lhe foi concedida pelo Congresso – referindo-se ao aumento abusivo de 61,83% aos parlamentares aprovado pelo Congresso: “um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão, ao contribuinte e a todos aqueles que contribuem com o trabalho, a dignidade e o suor do rosto”.

Para se ter uma idéia da desproporção, e de acordo com artigo publicado pelo jornal “O Estado de São Paulo”, com o salário de R$ 26.723,13 de um parlamentar dá para pagar 29 porteiros, 32 padeiros, 33 carregadores, 34 recepcionistas, 36 cozinheiros, 37 lixeiros, 38 garçons, 40 faxineiros, 44 empregadas domésticas, 47 profissionais do sexo. Ou 3 engenheiros, 5 advogados, 6 médicos, 7 gerentes, 8 bancários, 9 dentistas, 10 professores de escola técnica, 11 operários de montadoras de carros, 14 mecânicos, 15 professores do ensino médio, 17 professores do ensino fundamental, 20 auxiliares de enfermagem. Isso sem contar que um parlamentar recebe 15 salários por ano. Em nome de quê? Será que esses caras não têm escrúpulos? Não. Lixo não tem escrúpulos. Nem ética. E eu, como contribuinte brasileiro, não sou obrigado a sustentar esses vagabundos. Nem você, leitor.

Em outras palavras: puro fisiologismo da famigerada classe política. Ou seja, os políticos não se elegem para promover o bem-estar do povo. Não se elegem para ter como objetivo o interesse público. Mas apenas tendo em vista os ganhos, regalias, privilégios e vantagens pessoas. Sem mencionar as falcatruas e roubalheiras, claro. Evidentemente existem exceções. Erundina, por exemplo, faz parte do grupo de 35 parlamentares que se opôs a esse reajuste salarial.

Lamentavelmente o Senado não vai ser incendiado. Nem a Câmara. E os sindicatos, que não servem para o que deveriam servir, não vão conseguir (e nem sequer vão tentar) paralisar o País em sinal de protesto contra esse abuso. Aliás, os sindicatos são um trampolim para a carreira política que é o que lhes interessa. E o povo, não liderado, nutrido de futebol, carnaval e consumo, certamente não vai promover um civilizado (ou devo dizer salutar?) quebra-quebra como advertência a essa corja que elegemos. E, com certeza, esse povo tão pouco respeitado não vai boicotar as próximas eleições legislativas. Aliás, o amor pelo Brasil está muito longe das chamadas paixões nacionais, a saber: futebol, carnaval, cerveja e traseiro de mulata. O conceito de verdadeiro patriotismo e cidadania é outro.

R.Roldan-Roldan é escritor
http://roldan.vila.bol.com.br
23-12-10

Publicado no jornal “Correio Popular” a 5 de janeiro de 2011

Anúncios

2 Respostas to “AFRONTA AO POVO BRASILEIRO”

  1. Robert de la B. Says:

    Basco

    Pimenta, quando no *u dos outros, é refresco. Nome aos bois, lista de quem é quem:

    Agrupada em “sim” e “não” –
    http://blogs.estadao.com.br/radar-politico/2010/12/16/quem-votou-contra-e-a-favor-do-aumento-salarial/

    Vinda de fonte autoritativa (site da câmara), essa é boa porque nos dá uma visão “partidária” –
    http://www.camara.gov.br/internet/votacao/mostraVotacao.asp?ideVotacao=4510&numLegislatura=53&codCasa=1&numSessaoLegislativa=4&indTipoSessaoLegislativa=O&numSessao=224&indTipoSessao=E&tipo=partido

    Pra quem vota em pessoas, está aí o guia dos 35 nos quais votar. Pra quem vota em partidos, em ideias, bem, o grau de liberdade diminui bastante. Afrodite nos abençoe, porque a foda é profunda.

  2. Rafael Roldan Says:

    Cara, como sair dessa porra de buraco?

    Fico indagando, num puro questionamento filosófico (wink, wink), se não ficaria tudo quase igual ou muito melhor sem eles. Ruim com certeza não me parece que ficaria. Em época de internet, seria fácil inventar um WIKILAWS, onde todo mundo influa de um jeito pra formar as leis.

    Mas é tudo onanismo dialético mesmo, pois a massa de Homo bovinus (eu incluído) a sustentar essa balbúrdia não encontra forças nem caminhos para ter de trabalhar suado e querer outra coisa que não um pouco de prazer no fim do dia.

    Acho que você está precisando de uma boa foda pra esquecer todo esse papo de mudar o mundo. Eu também, porque sou um inconformado atormentado com tudo isso. Falam do Mubarak? Mas o Sarney?!? O cara é o MÚMIABARAK do Brasil!!!

    Sinceramente, quem pode levar a sério um sistema em que eu mesmo me dou aumento?!?!? Daqui a pouco eles vão ter autorização pra mais o que? Andar pelado?

    Os caras, a meu ver, não fazem jus ao que ganham, mas a culpa não é deles isolada. É da sociedade que aceita isso.

    Chego a pensar que esses caras estejam cometendo crimes contra a humanidade, o que muitas vezes desperta uma ira contrária sem limites.

    Panela que não assobia é porque está pra estourar…

    Tomara que seja nas mãos certas e não com o PCC…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: