As Horas Sacras

dezembro 19, 2013

As Horas Sacras

 

Recolher

a dor

sob a árvore do hospital

e encaminhar a lágrima ao

Absoluto

*

Comer

o pão

beber a água

respirar o

Absoluto

*

Retornar

do fundo dos séculos

para elevar-se ao

Absoluto

*

Propulsar

o gótico

voltando às terra

Absoluto

*

Polir

o instante

incrustrá-lo

na circularidade do

Absoluto

*

Desprender-se

haste de silêncio

a cair

para reencontrar o

Absoluto

*

Abdicar

para

uno

puro

integrar o Nada do

Absoluto

*

Renunciar

ao êxtase

diluir-se no

Absoluto

*

Render-se

à evidência

de ser

Nada do

Absoluto

*

Esvaziar-se

atingir

a plenitude do

Absoluto

*

Ser

não estar

nas mãos do

Absoluto

*

Diluir

o Verbo

nos concêntricos

do Silêncio

Absoluto

*

Anular

a Palavra

cristalizá-la

no Silêncio do

Absoluto

*

Iluminar-se

do Nada

até o

Absoluto

*

Do livro “O Deslizar das Horas”

Editora Komedi

 

Anúncios

6 Respostas to “As Horas Sacras”

  1. Reginaldo Says:

    Gostei, gosto, do Nada, Absoluto.


  2. O absoluto se faz através da palavra: você.
    Parabéns, escritor!
    Bjins literários,
    Simone Guerra

    http://paracruzaroatlantico.blogspot.com.br/


  3. Absolutamente emocionante


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: