1 – PROSTITUIR A OBRA

Fazer concessões mercantilistas para ser aceito, compreendido, ou vender mais.

2 – DEIXAR DE SER SI PRÓPRIO

Mesmo que seja por mera ponderação. O escritor deve manter-se fiel ao que é  na literatura e na vida real. Ser escritor não significa apenas escrever. Ser escritor implica uma atitude perante a vida e um modo de viver. Livre.

3 – DEIXAR A LITERATURA EM SEGUNDO PLANO

Nenhuma atividade deve ser mais importante do que a literária. A literatura deve ter sempre a prioridade.

4 – ALIENAR-SE POLITICA E SOCIALMENTE

O verdadeiro escritor é consciência. Ele não pode jamais se omitir. A palavra apolítico é coisa de ignorante ou de mal-intencionado.

5 – ALINHAR-SE COM O PODER CONSTITUÍDO

Todo poder é corrupto. O escritor é consciência. Ele não pode jamais estar do lado do mais forte.

6 – TRAIR A PRÓPRIA IDENTIDADE

Honrar a própria identidade é respeitar-se. Deve-se eliminar sistematicamente tudo o que possa degradar a identidade.

7- ADERIR A MODISMOS

A obra deve inovar. Mas  não seguir modismos. A literatura é dinâmica. Autônoma. Autêntica. Assim como aquele que a cria: o escritor.

R.Roldan-Roldan

Maio de 2001

Anúncios

Uma resposta to “Os 7 Pecados Capitais do Escritor”


  1. excelente. estou adorando. os pecados capitais do escritor. o 7 a perfeição ou não do escritor. original e referencial. parabéns. cordial abraço Rafael


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: